É uma questão de saúde

É uma questão de saúde

12 de abril de 2019 0 Por admin

Mesmo com a crise, o número de praticantes de atividades físicas passou de 6,9 milhões em 2010 para 10 milhões em 2018

Atualmente, o Brasil possui 34 mil academias, na capital federal são, em torno de, 1.200 academias, sendo espaços de pequeno porte, médio e grande porte, além das redes locais e nacionais. De crianças a idosos, todos os públicos malham. Academia deixou de ser um lugar de culto ao corpo, todas as pessoas que buscam saúde e bem-estar vão a uma academia, mas o público que ainda mais frequenta são os jovens entre 18 anos a adultos de até 40 anos. A musculação continua sendo a modalidade mais procurada, mas as aulas de ritmos, alongamento, yoga, bike e cross estão em expansão. 

A crise afetou o mercado sim, pois quando a população passa por dificuldades, ela não deixa de comer, de estudar, mas deixa de malhar, infelizmente a saúde do corpo não é prioridade quando devia ser. Mesmo assim, o volume de praticantes regulares de atividade física no Brasil passou de 6,9 milhões em 2010,  para 10 milhões em 2018. Quanto a valores, o mercado é bastante eclético e altamente competitivo. São muitas academias, muitas opções de todos os preços. Existem espaços que oferecem mensalidades iniciando em R$ 39,00 e outras tantas que podem chegar até R$ 1.200,00.

Essa crise acabou sendo benéfica para a população, mas nada bom para os empresários, que estão passando por dificuldades para ajustar seus serviços a essa nova realidade, reduzindo custos, criando inovação, porém, de qualquer maneira, não há outro caminho, somente atendendo muito bem o mercado, as empresas conseguirão ser rentáveis. O mercado está em mudança e as novas academias serão diferentes das que estão aí. Quem se adaptar vai sobreviver. Quem entender para onde o mercado está indo, terá condições de implementar as mudanças necessárias para sobreviver. Caso contrário, as empresas que não se modernizarem vão fechar as portas e novas ocuparão seus lugares.

Vale lembrar que, atividade física não é modismo, é necessidade. Todos os médicos indicam a prática regular como um dos melhores remédios para muitas doenças, são elas: cardiovasculares, pressão alta, diabetes, infartos, derrames, AVC, depressão, ou seja, há um vasto campo para o crescimento do fitness brasileiro, além de ser um setor em expansão, pois ainda há uma grande parcela da população que não faz alguma atividade física.

Quem pratica atividades físicas regularmente colhe os resultados. É científico o resultado. Há uma pesquisa da OMS que mostra que a cada dólar investido na prática de atividades físicas se economiza 3 dólares em tratamentos de doenças ligadas ao sedentarismo.